Olheiro: Liverpool

Depois do empate sem golos alcançado frente ao Atlético de Madrid, o Futebol Clube do Porto vai agora defrontar os ingleses do Liverpool, mais uma vez na Liga dos Campeões. E a nível desportivo, os dragões têm tido sempre grandes dificuldades sempre que jogam com o emblema de Anfield Road na maior prova europeia de clubes. 
Assente no seu famoso 4-3-3, o Liverpool, sob a orientação do treinador alemão Jürgen Klopp, irá ser uma equipa altamente pressionante a nível ofensivo, com o trio ofensivo, formado por Sadio Mané, Roberto Firmino e Mo Salah, a serem as setas apontadas á baliza do FC Porto á guarda de Diogo Costa. Por outro lado, no que diz respeito ao sector defensivo, os Reds continuarão a ser uma defesa difícil de bater, mas com os laterais (provavelmente Andy Robertson e Alexander-Arnold como apoio ao ataque) e Fabinho com a "missão" de destruir o jogo ofensivo dos comandados de Sérgio Conceição. 
Posto isto, só um FC Porto como já nos habituou na Liga dos Campeões, como se viu na época passada quando eliminou a Juventus ou como fez frente ao Chelsea, poderá levar de vencido o conjunto de Klopp nesta segunda jornada da fase de grupos da Champions.

Estrela da Equipa: Roberto Firmino (Ponta-de-Lança, brasileiro, 29 anos): A estrela da equipa do Liverpool podia ser na mesma Sadio Mané ou Mo Salah, mas optámos por escolher Roberto Firmino. O avançado brasileiro é um jogador muito forte na finalização em frente á baliza contrária, mas mesmo não marcando permite, com as suas movimentações ofensivas, libertar os outros jogadores para aparecerem em zonas de finalização. Será certamente uma "dor de cabeça" para Pepe, Mbemba ou Marcano, por exemplo, e será necessário muita cautela para lidar com um craque como é o internacional brasileiro.

Jovem jogador a seguir: Curtis Jones (Médio-Centro, inglês, 20 anos): Produto dos escalões de formação do Liverpool, Curtis Jones é mais uma jovem promessa de grande qualidade que chega à equipa de Jürgen Klopp. Com boa chega à área adversária, este jovem médio britânico tem uma boa capacidade passe, possui um bom remate de meia distância e possui também uma boa visão de jogo, mas também é muito competente ao nível do trabalho defensivo, ajudando a sua equipa do meio-campo para trás. Será interessante ver como Curtis Jones lidará com jogadores mais rodados como, por exemplo, Sérgio Oliveira, Marko Grujic, Matheus Uribe ou Otávio.


Treinador: Jürgen Klopp

Comentários